Homilia de Ano Novo – 2018

(Nieuwjaarspreek 2018 van Mgr. Karel Choennie in het Portugees) –

Homilia de Ano Novo – 2018

Dom Karel Choennie

Desejo-lhes um santo Ano Novo! Eu comecei 2017 dizendo que tenho tempo. Disse isso motivado por um livro de Paul Loonmans. Neste livro ele apresenta uma introdução ao Surfing no tempo. Eu o li e o comentei com os meus funcionários durante o ano todo. O livro trata de assuntos como: por que nos estressamos, como experimentamos tempo de pressão, como antecipamos prazos determinados, como lidamos com e-mails sem stress, como nos escapamos do vício do smartphone. Durante o ano todo as pessoas me diziam: “Monsenhor, o senhor deve ser muito ocupado”. Eu respondia sempre: “Eu não tenho muitas ocupações, eu não sou ocupado, eu tenho tempo. Eu tenho uma agenda cheia”.

Este ano quero apresentar-lhes um outro livro bastante inspirador de Wil Derkse: “Uma regra de vida para iniciantes”, com o subtítulo: “Espiritualidade beneditina para a vida diária”. Monsenhor De Bekker já havia trazido o senhor Wil Derkse para o Suriname para um ‘Apostolado intelectual”. Wil Kerkse escreve para todo mundo, certamente para os iniciantes em espiritualidade. De seu livro eu gostaria de tratar de um parágrafo com vocês. Resumidamente, a mensagem é essa: Crescer escutando com atenção e dando respostas de coração.

Como você sabe, todos os padres surinameses estudaram em Trinidade no seminário de são Benedito. O seminário foi fundado pelos beneditinos e os estudos e o ambiente respiram a espiritualidade de são Benedito. Somos formados nessa espiritualidade na qual as virtudes centrais são a ordem, a disciplina e a beleza. O programa de vida dos beneditinos começa com o escutar. A palavra em latim para escutar é absculta ou auscultare: trata-se de escutar muito atentamente, assim como um médico examina o paciente com o estetoscópio, ouvindo o que se passa em seu íntimo. Esse escutar atentamente tem o objetivo de ouvir qual é a situação en que ele se encontra, para depois dar a resposta adequada. Trata-se de dar uma respota verdadeiramente de coração. Para dizer de outra maneira: devemos escutar assim como nossa Mãe Maria escutava e dava resposta de coração de modo que a palavra de Deus se torne realidade em nosso ventre. Através de seu “sim” a palavra de Deus pôde se tornar realidade salvífica em nosso meio e em nossa vida.

Dessa coesão entre escutar atentamente e produzir bons resultados, tiramos algumas lições simples e óbvias para se aprender.

Em caso de não haver resultado ou mau resuldado, é porque geralmente não houve escuta. Tome como exemplo a nova lei de proteção da região habitacional dos nativos e Marrons. A DNA (o Parlamento surinamês) não escutou ou escutou mal aos interessados. Quando não se escuta com atenção e não se olha a situação, podemos cometer grandes erros. Um médico que não escuta bem, pode se enganar e pode pensar que se trata de uma gripe, enquanto se trata de uma pneumonia grave. A terapia que ele vai preescrever poderá ser desastrosa. Em pequenos maus entendimentos, seguidos de graves catástrofes, geralmente não há nenhuma má intenção explícita e planos maus, mas desatenção e descuido ao escutar a situação. Uma separação nunca cai das nuvens. Muitas vezes, um dos parceiros se sente incompreendido: ‘Ele não me ouve. Eu já aguentei o suficiente, mas agora não quero mais”. Se o Parlamento quiser dialogar com os nativos, ele deve não apenas escutar atentamente o que os nativos dizem, como também o silêncio deles.

Onde se vai bem, é porque as pessoas escutam bem uns aos outros e atenta
s à situação. Tome por exemplo a direção de um coro. O maestro deve escutar bem as diferentes vozes e fazê-las cantar em harmonia umas com as outras. O maestro deve escutar bem o que as pessoas desejam ouvir na igreja. Nós percebemos como as crianças do coro da catedral são excelentes. Nós as escutamos, eles escutam uns aos outros e não há fronteiras para o que essas crianças podem aprender com a música.

Visão dos beneditinos sobre a pessoa: Podemos permanecer crescendo. Escutando bem e dando respostas de coração, todos nós podemos continuar a crescer. Todos nós podemos crescer, talvez não mais em altura, mas certamente em profundidade. Podemos amar mais, podemos obter mais conhecimento sobre ecologia, física nuclear, espaço cibernético, nanotecnologia, genética, etc.

Ser gente não é uma condição, é um mandato e um processo de crescimento. Nossa natureza é para permanecer crescendo. Existe sim um limite de quão alto e quão longe podemos saltar, mas não há limites para a quantidade de conhecimento que podemos adquirir. Nós aprendemos todos os dias algo novo. Fazemos as coisas ficarem mais simples, mais baratas, mais rápidas e, geralmente, mais bonitas. Achamos soluções para doenças e limitações que a natureza colocou. Podemos, constantemente, crescer. Nosso cérebro trabalha conforme o princípio “use-o ou perca-o”. Assim funcionam os smartphones que são ao mesmo tempo uma extenção ou uma amputação da nossa memória. O cérebro deve ser estimulado, por isso sou a favor das pré-escolas na educação infantil. Quanto antes o cérebro for estimulado em suas múltiplas funções tanto melhor eles se diferenciarão e se especializarão.

O filósofo Canadense Bernard Lonergan S.J. formulou cinco imperativos transcendentais para uma vida e um crescimento autenticamente humanos. Transcendental porque são válidos em toda parte e para todas as pessoas e devemos realizá-los. O primeiro imperativo é “Be attentieve!” Seja atento, ouça atentamente àquilo lhe é dito e não apenas ao que lhe convém. O segundo é “Be intelligent!” Tente ordenar o resultado de sua atenção, dê estrutura e tente compreender. O terceiro é “Be reasonable!” Seja inteligente e sábio. Pese os produtos de sua compreensão e tente chegar a um bom julgamento. O quarto ele chama de “Be responsible!” Seja responsável. E, por fim, “Be in love!” Ponha o coração em algo, dê o seu sim, seja comprometido, tente dar respostas de coração, seja dedicado.

A pessoa que pode nos indicar o caminho para permanecer crescendo na escuta atenta e na resposta cordial é nossa Mãe Maria, cuja festa celebramos dia 01 de janeiro. Através de sua escuta atenta à mensagem do anjo e através de seu sim de todo coração, ela nos presenteou com o Salvador, trazendo-o em seu ventre. Ela amou a Jesus até a morte de cruz. Uma dedicação total, nem consigo imaginar. Que Maria nos inspire a permanecer crescendo durante este novo ano.

+Karel Choennie
Bisschop van Paramaribo

A1-Nieuwjaarspreek 2018 Bisschop-01-0701

Geef een reactie

Vul je gegevens in of klik op een icoon om in te loggen.

WordPress.com logo

Je reageert onder je WordPress.com account. Log uit /  Bijwerken )

Google+ photo

Je reageert onder je Google+ account. Log uit /  Bijwerken )

Twitter-afbeelding

Je reageert onder je Twitter account. Log uit /  Bijwerken )

Facebook foto

Je reageert onder je Facebook account. Log uit /  Bijwerken )

w

Verbinden met %s